O presidiário Lula acaba de ser condenado pela  juíza Gabriela Hardt a 12 anos e 11 meses de prisão no caso do sítio de Atibaia.

Os crimes são por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Segundo a juíza, Lula recebeu R$ 1 milhão em propinas referentes às reformas do imóvel, que está em nome de Fernando Bittar, sendo que as obras foram custeadas pelas empreiteiras OAS, Odebrecht e Schahin.

Como se trata de primeira instância, cabem recursos ao TRF-4 e a instâncias superiores.