Além da operação Pão Nosso, braço da Lava jato, a Polícia Federal deflagrou também na manhã desta sexta-feira, a operação 14 Bis, que investiga gestores e empresas por fraudes em contratos na Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Há indícios de irregularidades de desvios de R$ 5,7 milhões.

A ação ocorre nas cidades de Uraí, Cornélio Procópio, Nova América da Colina e Maringá, todas no Paraná.

Em nota, a PF informou que cerca de 90 policiais federais e servidores da CGU e da Receita cumprem 20 mandados de prisão temporária e 26 mandados de busca e apreensão, além de sequestro e indisponibilidade de bens. A ação ocorre nas cidades de Uraí, Cornélio Procópio, Nova América da Colina e Maringá, todas no Paraná.

As investigações apontaram a ocorrência de ‘irregularidades graves’ em contratos celebrados entre a UTFPR-CP e empresas que prestaram serviços de manutenção predial, manutenção de ar-condicionado, manutenção de veículos, fornecimento de materiais de construção e serviços de reprografia.


Com Estadão.